Início > Plantas > Abeto de Douglas

Abeto de Douglas   /   Pseudotsuga menziesii

Retroceder   Volte à lista   Avançar

Comprar: Abeto de Douglas

Ref Designação € com IVA Comprar Disponibilidade
32Q Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Foto disponível
Planta em vaso de 1,3 litro – Altura da planta: 70/90 cm.
12.50 Disponível
32O Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Planta em vaso de 1,3 litro – Altura da planta: 70/90 cm.
Preço unitário disponivel desde 3 unidades compradas.
11.95 Disponível
32R Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Planta em vaso de 1,3 litro – Altura da planta: 70/90 cm.
Preço unitário disponivel desde 10 unidades compradas.
9.95 Disponível
32J Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Jovem planta em torrão – Altura da planta: 30/40 cm.
3.50 Disponível
32K Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Jovem planta em torrão – Altura da planta: 30/40 cm.
Preço unitário disponivel desde 10 unidades compradas
1.95 Disponível
32I Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Planta florestal en vaso de 200 cm3
Altura da planta: 30/40 cm
Origem forestal disponível a pedido
P.U a partir de 100 unidades compradas ENTREGA INCLUIDA.
1.05 Disponível
32B Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Planta florestal en vaso de 200 cm3
Altura da planta: 15/25 cm
Origem forestal disponível a pedido
P.U a partir de 100 unidades compradas ENTREGA INCLUIDA.
0.99 Disponível
32E Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Planta florestal en vaso de 200 cm3
Altura da planta: 30/40 cm
Origem forestal disponível a pedido
P.U a partir de 12.000 unidades compradas ENTREGA INCLUIDA.
0.58 Disponível
32T Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Planta florestal en vaso de 200 cm3
Altura da planta: 15/25 cm
Origem forestal disponível a pedido
P.U a partir de 12.000 unidades compradas ENTREGA INCLUIDA.
0.56 Disponível
32L Abeto de Douglas - Pseudotsuga menziesii
Você pretende plantar mais de 250 plantas, elaborámos a nossa melhor proposta comercial.
0.00 Solicitação de cotação

 

Imagens sobre:  Abeto de Douglas

 

Saber tudo sobre: Abeto de Douglas

Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon - Pseudotsuga menziesii (latim)

Origem geográfica: Do México ao Alasca, regiões costeira a 3000 metros nas Rochosas. Descoberta em 1792, introduzida em 1827.
Dimensão adulta: Altura até 50 metros e largura até 15 metros na Europa (com 150 anos). Nos Estados Unidos, as espécies mais velhas chegam a atingir 100 metros de altura.
Folhagem: Persistente.
Tipo de solo: Evitar solos demasiado extremos, demasiado secos, demasiado húmidos ou demasiado compactos.
Clima: Tem necessidade de alguma humidade. Enquanto jovem, não suporta as geadas tardias da Primavera ou as geadas precoces do Outono. Rústico até -16°C.
Exposição: Sol.


Características e utilizações:
A sua folhagem é flexível e de um verde claro, o seu crescimento rápido e o seu tronco direito, tornam-na numa bela árvore de parque para plantar isolada. A variedade costeira, chamada douglas verde, é a mais interessante para a exploração florestal. As florestas de Limousin, de Bourgogne ou de Auvergne são também exemplos de florestas cultivadas com esta espécie. Excelente madeira para a carpintaria e diversas utilizações. Muito resistent

Criar floresta ou reflorestar com Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon, Pseudotsuga menziesii - Guia do trabalhador florestal

1) O Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon (Pseudotsuga menziesii) é adaptada aos nossos terrenos?

O Douglas verde é uma espécie bastante exigente em luz mas que resiste bem ao frio do Inverno e às geadas da Primavera. É bastante exigente em água e é sensível ao vento e à neve (quebra os ramos).
É uma essência adaptada ao clima temperado. Em montanha, deve limitar-se a sua expansão às altitudes médias privilegiando as exposições abrigadas e nas quais a neve e o vento são menos condicionantes. Não tolera o calcário activo nem os solos superficiais, compactos, argilosos ou que apresentem importante excesso de água no Inverno. Em condições favoráveis, o Douglas cresce rápido e suplanta todas as outras espécies florestais.
Em França foi plantado na planície substituindo a faia, o carvalho-branco ou o castanheiro nos contextos mais ácidos. Na montanha, substitui ou acompanha o abeto-branco, a faia ou ainda o abeto-falso

2) Qual a densidade de plantação para uma parcela de Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon (Pseudotsuga menziesii) ?

A densidade de plantação é o número de plantas plantadas num hectare. Aqui, trata-se de determinar o número inicial de plantas jovens destinadas a povoar a parcela e de escolher a repartição no espaço.
A densidade de plantação define-se pelo espaçamento entre as linhas e o espaçamento entre as plantas na mesma linha.
É uma das bases do itinerário da silvicultura. Deve levar a uma cobertura final de qualidade e à realização dos objectivos fixados para a exploração florestal.

Conselho: Quando escolhe a densidade devemos pensar na largura da ferramenta que vai permitir a manutenção da zona entre as carreiras. O espaço entre as carreiras da plantação deve permitir a passagem duma máquina de manutenção motorizada.

Para o Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon (Pseudotsuga menziesii) :

  • a densidade será compreendida entre 1100 e 2000 plantas/hectare
  • O povoamento final ao fim de 45/50 anos representa uma colheita de 500/600 m3 a que podemos adicionar os diferentes desbastes para obter uma produção acumulada entre 800 / 1000 m3 por hectare.

3) Qual o trabalho de solo deve realizar para plantar o Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon(Pseudotsuga menziesii) ?

Na silvicultura o trabalho do solo é uma das chaves do sucesso da plantação. O sistema radicular da árvore deve poder colonizar rapidamente o solo onde foi plantada.
Quer seja mecânico ou manual, preconizamos um trabalho de solo profundo para que a plantação seja ideal.

4) Como plantar o Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon (Pseudotsuga menziesii)?

a- Recepção, armazenamento e preparação das plantas antes da plantação

  • Ao receber as plantas, dispor as caixas ao lado uma da outra, num solo plano de maneira a que não haja circulação de ar por baixo;
  • Escolher um local com sombra e ao abrigo do vento;
  • Verificar que a humidade é estável nas caixas da periferia;
  • Prever a possibilidade de regar caso a plantação for adiada ou se as plantas necessitarem;
  • No caso de geadas não deve manipular as plantas e se estas durarem vários dias colocar cobertura de solo nas caixas da periferia.
b- Plantação
    As nossas equipas de plantadores profissionais utilizam a pistola de plantação para plantar as jovens plantas com torrão. Este utensílio, leve e ergonómico permite a realização de trabalho de plantação de qualidade. O trabalho é mais rápido.
    É também possível de realizar a plantação de maneira tradicional com uma picareta ou uma pá.

    De qualquer maneira, necessita de:
  • Fazer um buraco um pouco maior que o torrão;
  • Colocá-la correctamente no buraco;
  • Cobri-la completamente;

  • No final, o plantador deverá calcar a terra delicadamente com o pé. Não deve calcar a terra com força ou calcar forte com o calcanhar pois pode esmagar o torrão e deformar o sistema radicular.

    Vídeo Plantação com pistola de plantar
    Comprar Plantador

5) Como limitar as ervas daninhas na minha plantação de Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon (Pseudotsuga menziesii)?

Durante os primeiros anos é essencial eliminar a vegetação adventícia. Sem controlo ela vai entrar em concorrência com a sua plantação e vai privar as plantas jovens das suas necessidades indispensáveis ao crescimento (água, luz e elementos nutritivos). Esta concorrência deve ser eliminada mecanicamente até que as jovens árvores sejam suficientemente grandes para as dominarem.

Depois da plantação há dois tipos de operações a serem feitas:

    Operação de limpeza manual à volta das plantas
    Tratam-se de operações geralmente feitas com a roçadora térmica portátil e consiste em limpar as plantas na linha de plantação ou na periferia das plantas.
    Operação de limpeza mecânica entre as carreiras
    Estas operações efectuam-se com a ajuda de trituradores verticais ou horizontais ou outro tipo de utensílios (triturador rotativo, limpa-bermas…) instaladas sobre mini-tractores. Desta forma não podem ser realizadas fora das carreiras da plantação (sementeira ou plantação).

6) Como proteger a plantação de Abeto de Douglas, Pinheiro-do-Oregon (Pseudotsuga menziesii) da fauna selvagem?

Esta necessidade de protecção das plantas aplica-se a toda a florestação desde que a densidade dos cervídeos (especialmente corça ou veado) possa provocar estragos acentuados pela mastigação das plantas ou pela passagem por elas.
Por vezes a colocação de protecções nas plantas pode também ser necessária quando a população de roedores (coelhos, lebres, ratão-d’água, rato-do-campo…) são importantes nesse local.

3 tipos de protecção possíveis:

  • Protecções mecânicas individuais (mangas e redes de dissuasão, tubos foto-degradáveis,..);
  • Protecção com rede na totalidade da parcela;
  • Protecções pela aplicação de repulsivo em cada planta ou na periferia da parcela.
Catálogo Protecção de Caça

Retroceder   Volte à lista   Avançar

 

As suas opiniões sobre: Abeto de Douglas

             >> Dê-nos a sua opinião

Pépinières PLANFOR
1950 Route de Cère
40090 UCHACQ - FRANCE
Tel : 214.245.101
Fax : 0033 558 064 854