As armadilhas que protegem

Fazendo parte da luta biológica, as armadilhas oferecem protecção que pode ser até 100% eficaz, mas sendo respeitadora do ambiente!

As armadilhas que protegem

Uma armadilha de amor

Numa grande parte dos insectos, os machos localizam as fêmeas da sua espécie através de substâncias especiais, as feromonas, que se espalham no ar. Estes odores correspondem a substancias que são diferentes para cada uma das espécies em questão. Logo, é possível atrair os machos duma espécie específica. Ora, acontece que esse mecanismo de reconhecimento pelo cheiro é utilizado pelas algumas pragas muito desagradáveis para o jardim: em especial as minhocas dos frutos (lagartas), a traça do castanheiro, a lagarta processionária do pinheiro e a mosca da oliveira.

Desde que sabemos reproduzir as feromonas, pudemos criar armadilhas completamente ecológicas e eficazes. As armadilhas com feromonas apresentam-se como sendo pequenos abrigos que se podem suspender, revestidos, no interior, com uma folha colantes. Um pequeno frasco difunde a feromona específica. Atraídos pelo cheiro, os machos aproximam-se… e ficam colados, impedindo as fêmeas de pôr os ovos nas suas plantas preferidas. Estas armadilhas não são prejudiciais aos auxiliares do jardim e não agem noutra espécie de insectos.

As armadilhas que protegem

A cada um a sua feromona

Como estas substâncias são muito específicas, devem-se prever armadilhas diferentes no caso de haverem vários tipos de árvores que devem ser protegidas no terreno à volta, como por exemplo, um pomar que tem oliveiras e cerejeiras. Uma armadilha pode proteger cerca de 5 árvores do mesmo tipo. Assim sendo, uma armadilha com feromonas, usada contra a lagarta da cereja protege cinco cerejeiras dessa praga em questão. Mas não terá efeito nenhum contra a mosca da oliveira, para a qual deve ser colocado outro tipo de armadilha com feromonas. A melhor altura para colocar estas armadilhas é no fim da Primavera. Basta pendurá-las num dos ramos.

Pense em renovar

As feromonas têm um inconveniente : duram pouco tempo e é necessário recarregar cada armadilha, o que acaba por ficar um pouco caro. Seria boa ideia juntarem-se vários vizinhos e assim protegerem as suas árvores juntos. Os insectos não conhecem barreiras e como os jardins estão próximos uns dos outros, seria desnecessário um número grande de armadilhas!

As armadilhas que protegem

As armadilhas coloridas, mais básicas

Nas estufas e em locais mais fechados também se podem colocar armadilhas de cores vivas, simplesmente folhas com cola e suspensas. Neste caso, não há cheiro absolutamente nenhum. É a cor que chama a atenção de certas espécies de pulgões e que são apanhados pela cola. Este tipo de protecção é útil nas varandas e nas plantações de couves, no caso de proliferação de moscas brancas.

As armadilhas que protegem

A cola, menos eficaz

Para impedir as formigas de subirem para as árvores de fruto e cuidarem dos pulgões costuma-se enrolar fitas à volta do pé das árvores, a meia altura e colocar cola numa superfície de 10 cm de largura. Se a protecção limita absolutamente as formigas mas não tem qualquer efeito sobre a proliferação dos pulgões, pois eles podem colonizar a árvore voando. Além disto a cola também retém os auxiliares ao mesmo tempo que as formigas, quando a intenção destes é caçar os pulgões!

M. Jean-Michel GROULT
 
Pépinières PLANFOR
RD 651
40090 UCHACQ - FRANCE
Tel : 214.245.101
Fax : 0033 558 064 854