Localizar as doenças falsas

Por vezes o tem aspecto de doente nem sempre está. Por vezes, as plantas sofrem de problemas fisiológicos (sede, calor, etc.), que são fáceis de cuidar e que não necessitam de tratamento.

Localizar as doenças falsas

Manchas nas folhas

A planta estava cheia de saúde e de repente vemos as folhas cobrirem-se de manchas grandes que secam no centro. A razão mais frequente é a queimadura do sol, simplesmente! Quando expomos a vegetação a uma fonte luminosa forte, as folhas não estão preparadas para se protegerem e os tecidos mais expostos morrem. A planta em si não morre mas fica desnudada até que consiga renovar a folhagem perdida. Este problema também pode acontecer nas varandas fechadas, climatizada: se estiverem ao sol no verão, mas apenas com a temperatura de 18ºC, as folhas queimarão pois recebem muita luz em relação à temperatura. Deve afastá-las do sol directo e depois ir habituando-as progressivamente, aproximando-as um pouco, a cada semana que passa, na direcção da luz.

Uma planta murcha

Por vezes acontece vermos as plantas murcharem, mais ou menos rapidamente. Pode ser falta de água e de imediato pensamos em regar. Mas quando vemos uma planta murcha, nem sempre quer dizer que tenha falta de água. Alguns vegetais reagem desta forma quando têm água a mais. É o que acontece com os ficus, no interior e com algumas plantas frágeis, no exterior, como é o caso da vinha virgem ou alguns bordos do Japão, especialmente com o tempo quente, quando o solo está bastante molhado. Neste caso, deve agir rapidamente e melhorar a drenagem à sua volta.

Outras plantas podem murchar quando têm frio. No interior, isso acontece com os cissos, no Inverno, em divisões muito frias. A solução é simples: aproximar a planta de uma fonte de calor (e de luz).

Localizar as doenças falsas

Uma planta que desaparece

As plantas chamadas « anuais » , por definição, não vivem mais de uma estação. Não é nada surpreendente que ela não volte a crescer nos anos seguintes, a menos que tenha caído semente e que cresça outra. Como todos os seres vivos, as plantas envelhecem e algumas envelhecem mais rápido que outras. Algumas plantas perenes (vivazes), na realidade, apenas vivem três ou quatro anos, antes de se esgotarem. É o que acontece, por exemplo, com as scabiosas, as rudbeckias com flores grandes e a silene coronária. Esta duração de vida curta é compensada pela longevidade de outras vivazes que podem, por vezes, viver mais de um século no mesmo sítio tal como as rosa de natal e as peónias!

De tom amarelo

Quando as folhas amarelecem, nem sempre é porque a planta sofre de clorose, uma carência de um elemento nutritivo que normalmente se encontra na terra (frequentemente, a clorose é causada por falta de ferro). Quando o local é muito húmido, a planta sofre com o excesso de água e pode ficar com um tom amarelo. Acontece, por exemplo, nas sebes de elaeagnus cuja terra é húmida demais. Há duas soluções: melhorar a drenagem ou colocar as plantas num local mais seco.

M. Jean-Michel GROULT
 
Pépinières PLANFOR
RD 651
40090 UCHACQ - FRANCE
Tel : 214.245.101
Fax : 0033 558 064 854